domingo, 30 de maio de 2010

Chegou a hora.

Eu vejo a noite passar.
Eu brinco de aprender.
Vejo o destino chegar, sempre trazendo você.

E ouço você chamar,
Mas eu não sei respoder...
Porque não chega mais perto.
Sempre estarei com você.

Eu omitie. Eu nunca te falei...
Todos os anos que eu te amei...

Tentando escapar,
Daquilo que eu chamo de amor.

Posso ser sua marionete.
É só você me escolher.

Deixa eu participar daquilo que você chama de vida.

Deixa eu compor as músicas ao seu lado.
Ouvir você cantar,
Tocar o instrumento com tal destreza.

Mas me tira dessa imensidão.
A imensidão da Tristeza.

Fico aqui procurando as palavras
Mas na verdade não sei o que dizer...

Sempre tive medo de encarar aquilo que há em você.

É hora de enfrentar a verdade.
Procurar um pouco de coragem.

E chegar até você dizendo
Que sempre esperei por você.

2 comentários:

  1. Não gostei do 'Posso ser sua marionete'.
    Quê isso amiga, não deixa nenhum homem fazer de você uma boneka de pano. =/

    ResponderExcluir