segunda-feira, 19 de julho de 2010

Seu conceito...Sua verdade!

Quem é? O que somos realmente? Porque sentimos dor, raiva, amor? Temos limites? Fidelidade ou traição? Será que somos capazes de sacrificarmos nossa vida com o objetivo de salvar outra?

O ser humano tenta à cada amanhecer, superar seus próprios limites, superar o que é considerado impossível.
Alguns homens são capazes de prejudicar o próximo no intuito de vencer em questões como profissional, amorosa ou familiar.
Pessoas de etnias diferentes, pensamentos, cor, raça, condições de vida próprios.
Mas todos com um único propósito.:
"Vencer e viver bem".

Então logo nos é exposta uma pergunta; " O que é viver bem?"

Há quem diga que viver bem, consiste em ter um carro do ano, viver em harmonia com a família e amigos, ou simplesmente ser correspondido por quem se ama.

Já outros meros mortais, afirmam que alcançar a tão desejada meta do dia, aproveitar oportunidades únicas na vida ou ter
um ser maior e supremo para crer, é a melhor maneira de viver bem.

Em geral, sempre haverá perguntas para respondermos ou apenas tentarmos.
Alguns homens preferem ficar calados, ocultos diante do próximo.
Mal sabe ele que o nosso mestre,
o tempo, faz coisas surpreendentes.
Assim como colocar pessoas em nossa vida simplesmente para nos fazer pensar melhor em algo que consideramos supérfluos.

Então não pare para pensar em como podemos viver bem. Viva, e quando voltar as lembranças verá que viveu bem.
Bem melhor que seus grandes planos...
Bem melhor do que a visão de viver bem do próximo...
Você viveu da sua maneira.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Amizade é isso...

Você precisou de mim muitas vezes e teve a humildade de dizer que precisava.
Eu nunca tive esta humildade.

Tão habituada a nunca precisar de amigos; Tão acostumada a apenas ajudar, nunca abri meu coração e nunca pedi socorro.
Mas ontem, senti faltar o folêgo, a raiva tomou conta de mim, a vontade de chorar foi mais forte que jamais senti e não tive coragem de pedir uma palavra amiga, ou mesmo o ombro que sempre dei aos grandes amigos. Orgulho bobo!

Mas foi bom que você entendeu, não disse nada, não perguntou nada, não fez nenhum sinal de que oferecia seu ombro, apenas e somente respeitou a minha dor e ali ficou.
Não fugiu e nem tentou dizer o que não sabia.

Fui dormir com aquela espada atravessada no coração. E reclamei com Deus que estou perdendo meus amigos. Mas lá no fundo do coração, senti que eu é que estou deixando se ser amigo.
Quando se começa a precisar demais dos amigos, começa-se a perdê-los.

Foi então que decidi dizer a você, hoje mesmo, que preciso de um amigo, mas por favor, não quero precisar tanto que tenha que mudar seus planos por causa de mim.
Não me diga muita coisa, diga apenas que vai rezar por mim e que serei forte novamente.

Ontem precisei de um ombro para chorar, hoje preciso apenas de uma palavra amiga.