segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

A ilusão de iludir

Há um limite para a convivência das expectativas da multidão e a linguagem lúdica de um sonhador. Pode se manter muita gente por perto, bastante tempo, contando histórias. Respondendo com novas e escorregadias perguntas, distraindo com meias palavras, usando as mesmas figuras para indicar outras imagens.
Outra coisa com as mesmas palavras. Parábolas que postergam os julgamentos, que iludem a ilusão de que no fim nada será notado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário